segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

"Cada Ser Humano tem dentro de si uma estrela e quando a descobre todo ele brilha"

A minha filha Mariana fez um texto para um teste de português com o título acima, dado pela professora, que achei bastante sugestivo, quando recebeu o teste, li e gostei, daí pô-lo aqui,
com uma pequena introdução

"Se calhar as estrelas, só estão iluminadas para que um dia, cada um de nós possa encontrar a sua".....

"O principezinho" - Saint Exupéry

"As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. Para os viajantes, as estrelas são guias.
Para outros, não passam de luzinhas."

"O principezinho" - Saint Exupéry

Todos nós quando nascemos vimos duma estrela, e ao longo da nossa vida essa estrela vai ficando ou mais escondida ou vai aparecendo com mais intensidade, conforme os nossos comportamentos, a nossa maneira de agir perante os outros, perante o mundo e perante nós mesmos. Eu sou um ser que acredito cada vez mais que todos nós temos uma estrela vinda não
sei de onde que nos indica o caminho, a nossa estrada está marcada e ao olharmos para o céu,
onde existem milhares de estrelas, uma é nossa, é aquela que brilha mais quando nós olhamos para cima e ao longo da vida nos acompanha nos bons e nos maus momentos.
Cabe-nos a nós fazê-la sair, por vezes não se vê pois está no mais fundo do nosso coração, no mais íntimo do nosso ser mas temos que a procurar, pois mais cedo ou mais tarde ela vai irradiar
e brilhar para o mundo, ou para alguém muito especial para nós, e todo o nosso corpo e alma, será um pedaço de uma estrela incandescente que se verá e explodirá de tanto brilho, mas nem
todos a verão, só será vista onde existir "Amor" e onde existe "Amor" existe uma "Estrela".

Mariana

4 comentários:

anami disse...

...Quem sai aos seus ...

Beijos
Ana

Verme de canteiro disse...

Crianças são sempre gênios em forma de miniaturas...


BC,
Pelo que vejo tu já estás (((incentivada))) o suficiente! Claro, que não te abandonarei, mas vejo que já está embalada quanto ao blogue.

Abraços,
do verme patrício

Verme de canteiro disse...

Prezada BC,

Li teu comentário em meu blogue e confesso-te que não entendi.
Semana passada em um comentário teu no blogue da avozinha, li a teu respeito, que estavas sem um certo incentivo. Passei a freqüentar o teu blogue com a intenção de incentivar-te!

(((Sobre que texto dizes não ter gostado? Não entendi. )))

Até aqui tenho te incentivado. Ao perceber o embalo de teus textos, julgo que já estás mais forte, capacitada, pronta para escrever sem tanto apoio. Foi apenas isso que comentei. Estou vendo por teus textos, li todos, que já estás incentivadas.

Vários sentimentos e textos que li em teu blogue são belos e sensíveis. Por isso conclui que estás incentivada! Isso não quer dizer que irei abandonar a leitura de teu blogue, não nada disso, ao contrário!

Se preferir (quiser quaisquer outros esclarecimentos) mande-me um email direto (Não precisa ser por comentários, pois de certa forma, anula o objetivo que é referir-se ao texto postado em si e suas pertinências).

Quanto ao termo sletras, contei-te a respeito da entrevista do Jô (programa na televisão brasileira) apenas para justificar-me no tocante ao cuidado (da minha parte) na forma de expressar-me, já que há diferenças na língua. Nada em relação ao teu título, ao contrário! Teu título apenas causou-me curiosidade por ser diferente. E aí resolvi perguntar-te. Foi apenas isso. Espero poder ser entendido.

Gostaria realmente que me dissesses do que não gostaste. Terei grande prazer em desfazer qualquer dúvida ou mal entendido.
Caso queira quaisquer outros esclarecimentos, terei o prazer de responder-te por meu email (se preferir): webber.philisper@gmail.com
Se quiseres responder por comentário, tudo bem, não há problema – o importante é tirarmos as dúvidas.

Com carinho,
do patrício,
Mauricio

Anónimo disse...

Bonito texto Mia, também és escritora, e a estrela não está dentro de ti , já cá está fora porque ela é bem visível
BEIJOCAS GRANDES