quinta-feira, 28 de julho de 2016

A vontade sempre inesgotável das palavras, o regresso talvez a um passado que me fez feliz, porque sempre aquilo que me fez lutar foi o escrever, o partilhar, aqui onde tantos comentários me fizeram chorar, os verdadeiros, os amigos.
E vou lançando letras que se juntarão de novo por um novo reencontro de pessoas que sempre me disseram algo importante, agora que perdi o Alentejo, aquele meu abrigo de sonho, onde fugia de tudo, mas onde me encontrava com a natureza, com o mar que sempre me impressionou, que sempre me ouviu.
Estarei provavelmente a escrever para mim, já nem me lembro muito bem do funcionamento de tudo isto, mas vou chegar lá de novo, numa estrada que não foi percorrida até ao fim e serei de novo BC, com as minha imagens, com as minha músicas quando se justificar e vou tentando voltar.

2 comentários:

ematejoca disse...

Bem vindas! 🤗

BC disse...

Olá Ematejoca, não me esqueci de ninguém...penso muito em vós, mas por vezes a vida afasta-nos para outros sítios, mas ficaram sempre no meu coração, tenho andado um pouco parada, ontem apeteceu-me escrever aqui, vou tentar continuar.
Beijinhos