quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Silêncio




Oferece-me uma flor,
dá-me um beijo,
perfuma-me com o teu cheiro,
acaricia-me o cabelo
dá-me o teu sorriso
mas o teu silêncio


NÃO!!!



Isabel Cabral

25 comentários:

Tentativas Poemáticas disse...

Querida amiga Isabelita

Venho oferecer-lhe uma flor com um ruído estridente.
Já sei que voltou. Isto está a voltar à normalidade.
Espero que as férias tenham sido óptimas na companhia dos familiares.

Beijinho com ternura.
António

Contracena disse...

Sim, silêncio NÃO!
Beijo, Isabel C.. Espero que esteja tudo bem, consigo e família.
Fátima.

Moonlight disse...

Querida Isabel,

Seja bem vinda minha linda!
Os silencios são cortantes como uma espada afiada licerando a nossa carne.

Bjinho cheio de luar

Fátima disse...

Aqui vai o meu sorriso com as cores do arco-íris :))

Espero que ele encha o teu dia de muita alegria.
Beijinhos.

BC disse...

BOM DIA,
AS FÉRIAS FORAM ÓPTIMAS, VENHO DEIXAR UM OLÁ A TODOS, E VOU RETOMANDO DEVAGAR PORQUE AGORA É RETOMAR AOS POUCOS, QUANDO SE VOLTA HÁ SEMPRE MUITO PARA PÔR EM DIA!!!

O MEU SORRISO DE MAR!
ISABEL

☆Fanny☆ disse...

Feliz regresso!

É bom sentir de novo a melodia dos teus versos!

Beijinhos

alegria de viver disse...

Olá querida
seja bem vinda
Meu carinho BJS.

Marie disse...

Nada como o sileêncio para acabar com qualquer esperança.
Odeio o silêncio nessas horas

AFRICA EM POESIA disse...

Venho dizer que senti a palavra...

SAUDADES

Beijinhos

gaivota disse...

ofereçam-me palavras.............
e coisas boas!
que bom já teres voltado!
beijinhos

Sônia Brandão disse...

O silêncio pode ferir mais que mil palavras.

Bjs

tossan® disse...

Silêncio as vezes parecce recusa. Bela poesia! Feliz retorno. beijo

ematejoca disse...

Também ando fugida da blogosfera, Isabel, por causa do calor. Hoje, felizmente, arrefeceu e está a chover.
A nossa Isabelinha "Maldita", como lhe chama o António, também anda lá por Viana do Castelo, e a Licas continua de férias. É a "silly season" também na blogosfera. Tenho ainda selinhos na gaveta, sempre à espera, que o pessoal regresse. Agora digo à Isabel o que a Isabel sempre me diz a mim: todos os selos e prémios dos meus blogues estão à sua disposição.

O silêncio parece recusa, mas não é. Silêncio é uma benção de Deus!

AFRICA EM POESIA disse...

COM CARINHO


LUANDA


Luanda...
Tão linda...
Tão mágica...
Com a tua cor...
Com as tuas gentes...
Com a tua luz...
Ao reflectir-se na baía...
O teu sonho...
O meu amor...
És mesmo tu...
Luanda...

LILI LARANJO

Helena Paixão disse...

Silêncio é indiferença e às vezes até mesmo rejeição... ou cobardia... ou medo! Tanta coisa se pode esconder no silêncio...

Beijos

Fátima disse...

“Seu blog é viciante!”

Este é o prémio/selo que podes levantar no “Revisitar a Educação”

Um caloroso abraço :)

Marta disse...

Por vezes, o silêncio é mesmo pesado e dorido...
Como sempre, uma poema suave, mas cheio de força.
Obrigada pela visita..
Beijos e abraços
Marta

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Isso, Isabel... silêncio NÃO!

Noite de luz, menina linda.

Rebeca

-

Vagabundo Social disse...

O silêncio e a diferença devem ser verdadeiramente o pior. Bjos

AFRICA EM POESIA disse...

SEnti saudades


SENTO NO CAFÉ


Entro no café...
Sinto o seu aroma...
Saborei-o e sinto...
As plantações...
O bago...
A magia...
E continuo a saborear
E a sentir-me feliz...

LILI LARANJO

ematejoca disse...

Que silêncio prolongado, Isabel!!!

BC disse...

Está tudo bem, eu que no fundo falei no silêncio, porque de facto os silêncios me apavoram, apesr de haver tanbém os silêncios bons e os necessários.

Um pouco de preguiça de escrever e algumas coisas para fazer e outras atenções.

Vou voltar certamente mais assiduamente, prometo.
OBRIGADA A QUEM ME DISSE PALAVRAS TÃO BONITAS E SENTIU SAUDADES DOS MEUS ODORES E DAS MINHAS CORES.
BEIJOS FORTES PARA TODOS.
Isabel C

BC disse...

Está tudo bem, eu que no fundo falei no silêncio, porque de facto os silêncios me apavoram, apesr de haver tanbém os silêncios bons e os necessários.

Um pouco de preguiça de escrever e algumas coisas para fazer e outras atenções.

Vou voltar certamente mais assiduamente, prometo.
OBRIGADA A QUEM ME DISSE PALAVRAS TÃO BONITAS E SENTIU SAUDADES DOS MEUS ODORES E DAS MINHAS CORES.
BEIJOS FORTES PARA TODOS.
Isabel C

Multiolhares disse...

como sabe bem receber uma flor, um carinho, os silêncio por vezes são difíceis de entender
beijos

poematar disse...

Simples e belo como deve ser tudo. O silêncio por vezes é terrível.

Um abraço e visita-me.