sábado, 9 de maio de 2009

Botões de Beleza



Na busca de uma saudade
com pétalas cor de rosa
rasguei minhas mãos nos cardos
de um futuro que fugia.

O certo é que na surpresa
da dor que me aconteceu,
a saudade nasceu,
floriu,
rompeu botões de beleza
__ e sorriu.

Mariano Calado in "A Fuga do Silêncio"

16 comentários:

alcinda leal disse...

Muito bonito este poema do tio!
E bonito o gesto da filha que o publica!
Beijinhos aqui deste Casalinho
para todos
Alcinda

poematar disse...

Deixa lá que eu também ando por aqui adoentado e a tentar trabalhar; que rompam "botões de beleza". Beijos.

©tossan disse...

Poesia em familia! Bela flor, sublime poesia! Aqui no Brasil, amanhã é o dia das mães, vou roubar esta rosa pra ela. Abraços

Multiolhares disse...

Muito bonito, por vezes na dor existem sentimentos novos que podem florir

Quanto ao meu poste,respondo aqui pois deixei de fazer no meu por falta de tempo e a tua resposta foi pertinente.
A não identificação não é alhear-mo-nos dos problemas e das outras pessoas, mas sim de nós, ou seja vermos e resolvermos os problemas sem a involvência de bola de neve onde nada vimos senão aquilo que queremos resolver por vezes temos preocupações que não nos libertam a mente para sair fora desse pensamento, na vida tudo passa, tudo se resolve, há que sair desse problema como o principal interveniente, pois quando tentamos resolver algo dos outro é mais fácil a resolução.Porque amiga estamos neste mundo para aprender a amar e perdoar, nunca podemos nem devemos esquecer as pessoas que estão à nossa volta.
Desculpa o testamento mas pareceu-me que viste o que escrevi de forma diferente do que eu queria dizer, se estou errada desculpa
bom domingo
beijonhos

BC disse...

Bom dia Luna,
eu penso que entendi onde tu querias chegar, já não me lembro exactamente o que escrevi, mas deve ter sido a minha resposta em função da generalidade das pessoas
que vivem um pouco à margem dos problemas dos outros, que um dia podem ser os seus próprios problemas.
Mas eu vou lá e vou ler o que escreveste e o que eu escrevi
Fizeste muito bem em me chamar a atenção poderia ter mesmo interpretado mal a tua ideia.
Beijinhos
Isabel

gaivota disse...

e porque a dor se rompe em rebentos de flor...
lindo poema do tio...
beijinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ISABEL, BELÍSSIMAS PALAVRAS AMIGA... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

BC disse...

Na verdade São, o tio é meu pai, tio de muitos mais.....sobrinhos e sobrinhas!!!!
Beijinhos
Isabel

gaivota disse...

poissssssssssss, bem me parecia que é pai!!!
aliás noutros postes anteriores já tinha dado por isso!
fui induzida a erro, lololololol
muito lindo, sempre
um beijo ao teu pai
e a ti, com muito carinho

ARTISTA MALDITO disse...

Olá Isabelita

Já nos habituou a ler o seu Pai, e é sempre bom sentir-lhe esta transparência de sentimentos poéticos.

E de transformação em transformação, a beleza desponta, como na vida um sorriso.

Beijinhos
Isabel

ematejoca disse...

Hoje tive um dia muito díficil, e esta Poesia encheu o meu coracão com mil alegrias, e esqueci completamente o que me fizeram hoje de manhã! Que bela rosa!

A Isabel dá entender no seu comentário, que os portugueses não se interessam muito pela cultura. Bem, a Noite dos Museus é uma festa popular, com um programa muito variado e o bilhete só custa 12€. Além dos 37 museus e galerias há ainda muitos sítios para onde ir. Eu passei a noite na Casa dos Arquitectos! Este ano só tivemos 22.000 visitantes.

Há um lindo selo para si, Isabel. Vou fazer a postagem mais tarde, ainda estou abalada com os exames, que fiz hoje.

Volto depois!

Nilson Barcelli disse...

Belos... poema e foto.
Sempre o teu bom gosto bem patente.
Querida amiga, uma semana boa para ti.
Beijo.

BC disse...

Teresa não gostei do que li__________o que se passa???
Está tudo bem?
Acho que esta Primavera está a ser difícil para muita gente.

A CULTUTRA, acho que vai mal amiga________mas não sei se são os portugueses que não se interssam ou se são os portugueses que não têm posssibilidades de se intressarem.
A CRISE VAI GRANDE POR AQUI!!!
Existe muita gente com dificuldades apercebe-se tão bem, e não são os que já viviam mal são também aqueles que viviam relativamente bem.
Mas não falemos em coisas tristes, continuemos a ler,a fazer poemas e a tentar minimizar as situações.
As pessoas andam tristes,é triste ver isso, eu não gosto de ver o semblante das pessoas assim.
Ontem o melhor sábado,fui shopping CASCAIS, às compras e quando ía a sair do carro um senho bem posto olhou para mim e deu-me os Bons Dias e eu respondi sem problema nenhum, o António vinha do outro lado e perguntou-me quem era, ao que eu respondi,"não sei, é alguém que precisou de um sorriso e de um Bom dia provavelmente, não era para se meter porque ele percebeu que eu estava acompanhada, as pessoas necessitam de pequenos gestos para perceberem que estão vivas e que vale a pena a vida mesmo com contratempos.
Um beijinho
E...VOLTE
Isabel

BC disse...

Interessarem - comi aqui e ali algumas letrinhas, e troquei outras.

Só depois de publicar é que vi.
SORRY
Isabel

Licas disse...

Parabéns ao Pai e à Filha. Que prazer conseguires transmitir desta forma o imenso carinho que os une.
Que seja por muitos anos
Um abraço
Licas

poematar disse...

Que eu rebete também "botões de de beleza/__ e sooria" - sorri, levando a tua prenda florida, agradecendo essa ternura que atenua o mau humor dos dias mais ríspidos. E vou descansar, porque senão... Beijinhos.