segunda-feira, 27 de abril de 2009

As nossas brincadeiras

Tapei os olhos
com um lenço apertado.
só vi cores, e estrelas
que eram deslumbrantes.


À cabra cega brincámos,
e ao pião,
atrás um do outro andámos,
corremos,
minutos, horas
que desdobrámos

para durar mais.


Como era bom brincar,
com um amigo verdadeiro,
que eu abracei, acarinhei,
como se fosse meu irmão
ofereceu-me uma estrela-do-mar,
com cheiro a maresia
e continuámos,
sempre a brincar
até o dia findar.

Isabel Cabral

Mais um dia em que a criança se subrepõe ao adulto



13 comentários:

Maria Emília disse...

Que bom, Isabel, recordar as nossas brincadeiras de criança. Não é voltar atrás no tempo, é sermos crianças outra e outra vez. Todos os dias paro por algum tempo para conversar com a criança que eu sou. E ela ensina-me tanta coisa! Como eu gostava de ter capacidade para fazer os outros acreditar que é bom encontrar a criança que está em nós à espera que vamos ter com ela.
Um grande beijinho,
Maria Emília

ematejoca disse...

Mãe galinha!

Mãe galinha!

Mãe galinha!

Volto mais tarde. Hoje trabalho na biblioteca da igreja e tenho de ir.

Beatriz disse...

ola Isabel.
Boa tarde.
E como é bom brincar... tenho três filhotes (16;12;7), lindos como a mãe( ehehe) e brincamos muito e mostro-lhes muitas vezes como era a brincadeira da mãe noutros tempos e eles acham piada como nos entretínhamos assim...hoje a criança não sabe brincar...infelizmente os pais tb não têm tempo para brincar com elas...eu aproveito todos os momentos com os meus, podem dizer que sou mae galinha...nao me interessa...esta vida sao dois dias!!!
Deixo um beijo e o meu sorriso.
Bea

BC disse...

Olá Bea,
Eu sei que no fundo, no fundo a Teresa está a brincar comigo!

É engraçado ainda não tinha publicado, e fiz um comemtário num outro blogue porque o meu filho ía chegar da Holanda hoje, e foram só 3 ou 4 dias e eu estava cheia de saudades______________e dissse que era uma mãe galinha e sempre fui acusada disso, mas não me importo.
Onde é que dar amor é pecado__________quantas crianças precisam de amor e não o podem ter.
Se fosse "má mãe" é que me preocuparia, eu não os sufoco, só lhes dou amor.
Eles já são crescidos e não imaginas as nossas brincadeiras, quase todos os dias tudo serve para brincar, rir.
Ontem estive com 2 deles a ver um filme todos agarradinhos no sofá, e sabe tão bem____________e acordar a Mariana ao fim de semana que adora dormir, todos a tentar acordá-la e ela danada a gritar mas depois entra na b rincadeira e perecemos umas crianças é almofadas pelo ar, e risada são quedas da cama às vezes_____________E EU ADORO.
Beijinhos
Isabel

gaivota disse...

as crianças sempre se irão sobrepôr aos adultos... tantas palavras ingénuas que não têm respostas nem comentários... tantos gestos que só mesmo elas podem mostrar!
é assim, isabel, felizmente!
beijinhos

Fátima André disse...

É bom brincar... dos 0 aos 100
Sorrisos :))

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Isabel,

Lendo o seu poema, deu saudade de uma amiga que não está mais nesse plano. Brincávamos de confidências e crescemos contando nossos problemas. Infelizmente, fomos afastadas pela vontade de Deus e agora só resta lembrar dos dias felizes e que ficaram eternizados na minha lembrança.

"Como era bom brincar, com um amigo verdadeiro."

Lindo!

Beijo grande.


Rebeca

-

Nilson Barcelli disse...

Gostei de ler as tuas recordações de infância feitas poema.
Muito bonito, as palavras e as imagens que escolheste.
Bom resto de semana.
Beijos.

Viviana disse...

Olá isabel,

Mas que coisa boa, recordar os amigos e as brincadeiras da infância!

Que saudades...

Um beijo

viviana

Ricardo Calmon disse...

lindo post esse,recordar sempre é viver,reviver,sentir o aroma de jardins e flores do passado!
Tu és escriba e poeta!
Sensibilidade sua extrapola o amor contunde com que a vida poetas e flores formas!

Viva a Vida!

Licas disse...

Olá Isabelinha

Que saudades desses tempos...
Se nos puséssemos todas as contar as nossas brincadeiras, escreveríamos um best-seller da rernura e do amor.

De qq coisa fazíamos um brinquedo...
E as nossas casinhas?
e as refeições que preparávamos com ervinhas do jardim?
e....e....e....

Como somos felizes por podermos recordar com saudade. É asinal que fomos e somos felizes.

Mãe Galinha ... continue a deixar que os seus pintainhos se escondam debaixo das suas asas.

Beijinhos
Bom Fim de Semana
Licas

Licas disse...

Olá Isabelinha
Sou eu outra vez.

A imagem do meu blog, não é de todo a minha mãe.
Foi tirada da internet.
Aui para nós ... A minha era muitooooooooooooooo mais bonita.

Vê que vaidosa !!!
Mas é verdade! Sobretudo era muito bonita por dentro e nos seus actos.

Bom fim de semana.
Descanse e quando puder dê-me por favor a receita do bolo de mousse de chocolate cozida,
Conheço um de mousse também mas sem ser cozida.
Beijinhos
Licas

P.S.
Que aconteceu ao blogue da Isabel?

Anjo Negro disse...

as brincadeiras, o primeiro amor =)

adoro a musica deste blog =)

bjs linda adorei aquilo que escreves-te

olha já actualizei o meu blog =) espero as tuas palavrinhas =)