sábado, 8 de março de 2008

Mulher


Hoje é o dia da mulher, e quero homenageá-las, sem excepção. As mais expostas, já tiveram e continuam a ter a sua notoriedade nas respectivas funções.

As anónimas, essas mais do que as outras devem ser faladas e reconhecidas, para elas o meu abraço, neste dia. Apesar de não ligar muito a datas do calendário, dia da mulher é todos os dias, e o respeito que devem ter pela mulher é diário, precisamente por serem simplesmente mulheres.

Não posso falar de todas as mulheres que dalguma forma passaram pela minha vida e a marcaram.

Para si mãe que não está já no mundo das mulheres apenas uma flor...

Para a minha filha Mariana também já uma mulherzinha um sorriso do tamanho do mundo, duma mulher que também é mulher,e mãe...

Para a minha prima Ana um ramo de flores para ela, e para as suas cinco mulherzinhas que também são umas pétalas encantadoras do seu jardim.
Obrigada Ana pela força que me dás.

Mas que melhor forma de homenagear as mulheres, que fazer um poema ás minhas duas avós
Maria e Isabel ,duas grandes mulhers que também já não estão entre nós mas que ocuparão
sempre um lugar especial no meu coração.

MARIA (Avó Maria)


Um poema pequenino
Eu quis fazer a Maria
Minha avó
Com rendas e maresia

Mas como poderia
Com aquela alegria
E sabedoria
Que ela merecia

Não fui capaz
Porque o mais belo
Foi feito pelo meu pai
Já há algum tempo atrás
E estava tão lindo
Que eu não me atrevi
A maior homenagem
Foi feita por ele
Só poderia sair dele
E não saberia fazer tão bem
Mas as palavras fluiram
E entre o mar e a terra
onde sempre estiveram
surgiu um poema
pequenino dedicado a Maria
mas por ser pequenino
e feito para ela
com carinho o fiz
foi somente para ela
a minha avó Maria

O MEU COLINHO DE OURO (Avó Isabel)

Colinho de ouro
Assim chamava á minha avó
Nele me aninhava
E inalava
Tão cheirosa, tão gostosa
A minha avó.

Colinho de Ouro
Onde me refugiava
Das traquinices de menina
E eram instantes duradouros
Que eu queria
Que durassem para sempre
Porque eu queria que, felizes
As horas ali parassem.
Que o mundo não mais andasse
E me deixasse
Aninhada
No meu colinho de ouro.
Em tais momentos felizes
Eu não queria mais nada.

Como se só nós existíssemos
Numa cumplicidade
De crianças que o éramos.
E trocávamos sorrisos
E a nossa liberdade.

Era de facto de ouro
Porque ninguém ousava intrometer-se
Naquele amor que era meu
E do meu colinho de ouro.

Como a minha avó me amava!
talvez como ninguém.
Foi uma dádiva.
E agora, no além,
Eu sei que,
O meu colinho de ouro
Me espera um dia

Para nele
Mais uma vez me aninhar
E sorrir até cansar
De tantos anos
Em que triste fui privada
Da minha avó
Que tinha um colinho amigo,
E que por ser da minha avó
Era o meu colinho de ouro.

7 comentários:

Pipinha disse...

gostei muito deste post! concordo que a mulher deva ser respeitada todos os dias. são as mulheres que nos poem no mundo, sem as mulheres, o que seria dos homens?

e as suas avos iriam se sentir bastante orgulhosas, por verem uma neta que as respeita e que as adora, e que as homenegeia num dia tao especial.

parabéns pelo blog isabel.

Anónimo disse...

Olá
Só poderia sair de ti, lindas palavras, lindos poemas
A mulher sai certamente valorizada
com essas palavras
Muitos beijinhos

Marta disse...

Homenagem perfeita e concordo com a comentadora anterior: as suas avós ficariam orgulhosas por se lembrar delas com tanto amor e carinho...
Obrigada pela visita ao meu cantinho...
Até já
Beijos e abraços
Marta

Mariana disse...

É verdade..uma mulher deve ser respeitada, e, acima de tudo,ser amada com toda a dignidade,pois MULHER é sempre mulher..E mulher está presente todos os dias,não especificamente num.

RENARD disse...

BC:

Obrigada pela flor, mas um agradecimento especial pela lembrança.
Decidi comemorar este dia como qualquer rapariga da minha idade. Jantar de amigas com copos à mistura e depois juntarmo-nos com os amigos e divertirmo-nos como sempre.
No entanto, sou um pouco da opinião de que este dia está pejado de hipocrisia. Primeiro porque se existe um dia somente dedicado a nós, sexo forte, quererá dizer que todos os outros serão do sexo oposto?
Num mundo completamente falocêntrico, estes dias parecem-me quase migalhas perante a verdadeira importância que temos na sociedade. Somos mães, esposas, mulheres, empreendedoras, sensíveis, inteligentes, intuitivas.
Acho que nós, por uma questão de cortesia e boa-formação, devíamos premiar os homens que não são dotados de todas estas qualidades, com a troca desta data para dia internacional do homem. Afinal de contas, é só uma questão de tempo até sermos nós a governar o mundo. Por isso, dávamos-lhes esta prendita… :)

Beijinho Maquiavélico

Anónimo disse...

Querida Be,

Mais uma vez as tuas palavras servem de inspiracao para mais um dia que comeca . A partir de agora vou ter sempre presente todas as mulheres do mundo.
Beijos
Ana

Mariana disse...

A mulher simboliza a beleza do ser humano,e é ela que gera toda a vida,por isso,deve ser respeitada sempre!