quarta-feira, 19 de março de 2008

Poema de Vida

Dia do Pai

Pai não é só aquele que nos dá vida...
Pai é aquele que nos ensina a percorrê-la...
Pai é aquele que nos elogia...
Pai é aquele que reprova na hora certa...
Pai é aquele que nos diz sim...
Pai também é aquele que tem coragem de dizer não...
Pai é aquele que ama...
Pai é aquele que dá a mão...
Pai é aquele que beija...
Pai é uma vida feita de outras vidas...
________________________
Ao meu pai eu quero dar
Uma poesia de vida,
Vida por ele vivida
Entre ventos e marés,
Turbilhões e maresia.
Das conchas e dos búzios da praia
Onde poisou,
Tantas vezes os seus pés,
E, com as gaivotas voou
Para terras tão longínquas.
E assim foi encantando
Com seus livros de histórias,
Histórias bem contadas.
E também nos orgulhou, e nos passou,
Testemunhos de viver.
Que de menina a mulher
Ainda hoje eu continuo a beber.
Com honras de saber respeitar
Quem nos soube sempre amar.
Minhas palavras são pobres
Mas são palavras e frases
Que vão com tanta força
Que ao coração, eu quero
Fazer chegar.
A idade é traiçoeira,
Mais devagar temos de caminhar,
Mas juntos faremos a caminhada
Pela praia desta vida.
Natal 2007
Isabel Cabral

6 comentários:

Pipinha disse...

um poema muito bonito para o seu pai :D parabens *
os pais para as raparigas, sao sempre especiais (pelo menos falo por mim, que adoro o meu pai e que sou a eterna "menina do papa" !)

BC disse...

Para uma grande filha, um grande pai
Beijinho
BC

Pipinha disse...

obrigada bé :D

Joana disse...

vim para agradecer a sua visita ao meu blog. ainda bem que gostou, tanto do título como do poema =)

e sim, iniciei-me há pouco tempo no mundo das letras, com a publicação de um livro de fantasia infanto-juvenil cujo nome é "A Espada de Jardax".

quanto ao poema que publicou, uma homenagem muito bonita ao seu pai, sem dúvida.

em plena adolescência, posso dizer que a minha relação com o meu pai oscila um bocado (xP), mas a verdade é que seria tudo muito mais difícil se ele não estivesse aqui, ao meu lado.

esteja à vontade para aparecer sempre que quiser para ler e comentar, claro, se tempo para isso tiver ;)

beijinho.

Joana Lopes

RENARD disse...

Querida BC:

Pois é, eu cá vou andando. Tentado encontrar fio à meada desta confusão que é a transição de menina para mulher. Não é fácil mas hei-de lá chegar...
Hoje é dia do Pai. Divergências à parte amo o meu com todo o meu ser. Aliás, nem ele merece menos que isso. Questiono-me se lhe digo isso o suficiente... Hum, pelo menos hoje disse.
Penso em si amiúde. Tenho um carinho enorme por si. Algo me diz que é uma grande Mulher e, raramente, me engano...

Beijinho

Mariana disse...

Pai é aquele que nos acompanha nos bons e maus momentos..


Está muito bonito o poema mãe! O avô ficou provavelmente orgulhoso por essas doces palavras =)