terça-feira, 14 de outubro de 2008

Bom dia

Hoje, como todos os dias dirigi-me ao supermercado, bem cedo, fazer as compras do dia, e habitualmente assim que chego vou à cafetaria tomar um café antes de começar o ritual matinal
das compras.
Eis que no meio de tanta gente chega uma rapariga ainda nova com uma menina, que em princípio seria sua filha e vinha agarrada à mão da mãe. A criança teria uns cinco anos aproximadamente.

Não sei o que a criança estava a fazer mas a mãe dava-lhe alguns puxões, bem desajustados no braço, o que me incomodou, e depois percebi o porquê de tantos ralhetes e puxões no dito bracito.
A criança grita bem alto "BOM DIA PARA TODA A GENTE".

Achei um piadão, como a frase não foi propriamente em surdina, olhei em redor e senti-me noutro planeta rodeada de extraterrestres, como se a criança fosse um E.T. e tivesse praticado algum crime com uma frase tão bonita, a saudar toda a gente, com palavras tão ingénuas.

Como a mãe estava bem perto do sítio onde eu me encontrava a miúda pendurou-se na mesa (mesa de pé alto), e aí mais comedida arregala os olhos para mim e repete "BOM DIA PARA TODOS", ao que eu respondi "BOM DIA PARA TI TAMBÉM", a criança ficou estática, tinha obtido uma resposta, e era tão simples e tão bonito responderem-lhe.
Ali quem se sentiu um E.T. fui eu.
Ao que nós chegámos.
Matar não é crime!!!!!
Saudar as pessoas, parece que é!!!! E logo uma criança......

Que mundo é este???? em que o normal parece errado, e o errado chega a ser quase normal.

Onde irão parar as nossas palavras, os nossos valores, como uma saudação ou um simples olá, quando começa o dia, ou então um simples sorriso, um beijo ou um abraço!!!!!

Isabel Cabral

10 comentários:

GUILHERME PIÃO disse...

Concordo,
As pessoas perderam as boas maneiras e quando aparece alguém educado, se espantam...
Abraços

f@ disse...

Olá Isabel,
Esquecemos que as crianças estão certas e nós andamos perdidos e confusos... não olhamos, não falamos sequer sentimos... e a continuar neste ritmo a coisa tende a piorar... que necessidade tinha a mãe de tratar assim a menina...?
é daquelas coisas que não entendemos...
beijinhos das nuvens

Storinha disse...

Este teu post fez-me vir à memória uma situação que me aconteceu numa escola há uns anos... (porque será que acabo sempre por pensar na escola??? Bem, adiante...)
Fiquei colocada numa escola conhecida de Lisboa, e no primeiro ou segundo dia de manhã, entro na sala dos professores, e como sempre fiz, digo "Bom dia" para os colegas que já lá se encontravam. Qual não é o meu espanto, quando reparo que, ou nem sequer ouviram, ou entao olharam à volta ccomo quem diz: "Ouvimos um barulho qualquer..." e voltaram às suas conversas matinais... Senti-me invisivel... mas na altura era mais persistente e continuei a cumprimentar sempre que chegava de manhã à sala dos professores. Um dia uma colega olha para mim e diz : A "menina" está cá a dar aulas? Mas é contratada não é?" Aí percebi: Pelos vistos só se cumprimentava quem já era do quadro... a partir desse momento deixei nunca mais cumprimentei ninguém... se não gostaram paciência

Teresa disse...

Acho o "Bom Dia" da crianca e a resposta da Isabel normal, mesmo muito normal. O prodecimento da mae da menina é que é anormal.

A Ritinha é a namorada do Diogo.

BOM DIA! BOM DIA! BOM DIA!

RENARD disse...

Concordo com a Teresa. Em crianças somos refelxo da educação que nos dão. E a miúda gritou bom dia... E daí? Estava apenas a querer a atenção das pessoas e uma resposta igualmente simpática... Típica atitude de infância. Sem filtos ou obrigações sociais.
Eu teria gritado alto e bom som: BOM DIA LINDA! E ficariam todos a olhar para mim julgando-me pior que a crinça. Já estou habituada a dar "mau aspecto". Tudo bem... LOL


Bjs e força nessa escrita minha Amiga

Viviana disse...

Olá Isabel,

Esta situação fez-me lembrar de um episódio que ocorreu quando eu ainda estava "na vida Activa".
Apanhava aqui ao pé de casa sempre o mesmo autocarro, portanto habitualmente estavam na paragem as mesmas pessoas.

Eu, tenho o hábito de cumprimemtar toda a gente.
Chegava e dizia sorrindo:

Bom Dia!

Ninguem olhava ou respondia.

Um dia e outro dia... até que um dia vendo que ninguem me respondia eu olhei para o grupo e muito séria disse:

Eu disse bom dia!

Então foi engraçado que logo alguns disseram :

Desculpe, deculpe, mas estava aaqui a pensar...
Outros disseram;
Bom dia!

Olhando-me muito admirados.

Outros, poucos, continuaram indiferentes.

Mas eu continuei sempre a dizer Bom dia.

Tenha um lindo dia amiga

Um beijo
Viviana

BlueVelvet disse...

Tens toda a razão:
Que mundo é este???? em que o normal parece errado, e o errado chega a ser quase normal.
Se não tivermos os nossos valores bem sedimentados quase duvidamos se estamos certos ou errados.
No elevador do meu prédio, quando entro e já tráz pessoas digo sempre bom-dia e respondem-me, mas sei que é uma excepção.
Enfim, que nos fique o sorriso.
Beijinhos e veludinhos azuis

licas disse...

Olá Bom Dia
Realmente o caso desta criança não é isolado!
Cada vez mais passamos uns pelos outros sem um sorriso, uma saudação ou um desejo.
As pessoas estão distantes, asmorfas, irritadas, sem esperança.
Repemos que tanto nos posts, com em mails ou MMS, ninguém se dirige a ninguém e normalmente não se despede. Quantas vezes os e-mails vêm com a piada ou a notícia e ...MAIS NADA.
Nós que pensamos diferente porque não fazemos um esforço e em todas as nossas mensagens nos dirigimos uns aos outros com um Bom Dia ou Boa tarde e nos despedimos com um beijo ou um abraço da ...

É um desafio que lanço
Concordam?

Então uma beijoca e até sempre
Licas

BC disse...

Concordo plenamente Licas,
aliás sempre o fiz, em todo o lado,
num transporte público, num café...
Saudação não é pecado só será para mentes sujas.....
Beijos e um resto de bom dia

BC disse...

Ah Licas esqueci-me, eu não consigo entrar no seu blogue para comentar porque aparece sem o símbolo da blogosfera,só entrando por outro blogue como já fiz, quando comentava a Carmo quando ela estava diariamente, agora é difícil.
Obrigada