terça-feira, 28 de outubro de 2008

Pensamentos

Fechei os olhos e percebi,
que no meio de crueldades
imperceptíveis.
algumas bonitas histórias vivi.

Entre gestos e palavras,
confusas, baralhadas,
alguma coisa ficou
mas tanto me atordoou.

Versos, poemas, palavras
e de tanta coisa vivida passá-las
para outros, que um dia,
seriam a minha bateria

Onde eu iria buscar
para o meu ser alimentar
e continuar a escrever
e com mil ideias tecer
histórias de encantar.

Uma vida feita de coerência
onde um sorriso se abriria
em cada manhã,
porque na busca de verdades
colhemos por vezes "inverdades"
e como eu queria saber
coisas que não soube ler
e continuo a não entender,

Meu Deus como eu queria
Entender!!!!

Isabel Cabral

6 comentários:

Mello disse...

Minha querida Isabel!

É tudo tão relativo quando se quer apurar a verdade, todos têm a sua verdade, as suas circunstâncias, as suas vivências. O que fica? Os afectos! E o que guardamos? As bonitas lembranças dos tempos em que não havia verdades nem inverdades.

Gostei muito do poema. Identifiquei-me com as tuas palavras de uma forma profunda, mas preciso de tempo para meditá-las…

Beijinhos,

Graça Mello

Avó Pirueta disse...

Isabel, a Graça está cheia de razão! A Verdade está no fundo de um poço, diz o Povo. E se calhar e verdade... Todos nós temos momentos de desalento, parece que o chão nos foge debaixo dos pés, precisamos de respirar fundo, encermo-nos de uma coragem nova e seguir em frente. Todos aqueles que nos magoam por maldade são sempre indignos do nosso sofrimento. Envergonhemo-los com o noso perdão, mas afastemo-nos. Porque, não o esqueçamos, S. Paulo disse: "Sê bom; não precisas, contudo, de ser parvo".
Tens uma família linda, um dom de saberes usar as palavras para dizer coisas novas e diferentes, que te interessa mais, minha Querida? Vamos em frente! Coração ao alto.
Um beijo muito Amigo da Avó Pirueta

Marta disse...

Há sempre coisas que não vamos entender....
Há sempre diferenças....o que vale mesmo é o que sonhamos e sentimos...
Obrigada pela visita..
Beijos e abraços
Marta

amor en libertad disse...

todo lo que se desea con empeño se consigue

Viviana disse...

Querida Isabel,

As suas palavras, escritas com o seu coração doce,tocaram-me profundamente.

Eu creio que sei bem do que é que está a falar, amiga.

Compreendo-a.

Como eu a acompreendo!

Quando eu não consigo entender... corro para os braços de Deus e ali me abrigo.

A paz e a serenidade voltam e a vida continua.

Um abraço, amiga linda
Viviana

gaivota disse...

compreender, entender...
e o que não se consegue nunca entender...
beijinhos