sexta-feira, 6 de junho de 2008

Principezinho


Os meninos que me perdoem por dedicar este

livro a uma pessoa grande.

Mas tenho uma desculpa de peso:

essa pessoa grande é capaz de perceber tudo,

mesmo os livros para crianças.

E tenho outra desculpa, a terceira: essa pessoa

grande mora em França e em França passa fome

e passa frio. Bem precisa de ser consolada.

Mas se todas estas desculpas não chegarem, então,

gostava de dedicar este livro à criança que essa

pessoa grande já foi.

Porque todas as pessoas grandes já foram

crianças.

(Há é poucas que se lembrem disso).

Portanto, a minha dedicatória vai passar

a ser assim:

Para Léon Werth

quando ele era pequeno

15 comentários:

RENARD disse...

Sou uma mimada de primeira! Como adoro colo, abraços e beijos. Até agora com esta idade não deixo de andar de braço ou mão dada com a minha mãe quando andamos pela cidade. Encho-a de abraços e beijos e vice-versa.
Com os meus amigos passa-se o mesmo. Se os azares da vida me ensinaram uma coisa é que nada, mas nada, substitui o toque humano.
Por isso, quando dou uma moeda a um pedinte ou arrumador de carros faço questão que a minha mão toque na dele para que saiba que não tenho nojo de qualquer ser humano. Não são as más escolhas ou os infortúnios que nos definem como pessoas. Temos direito a errar, mesmo que esse erro nos custe, muitas vezes, a dignidade. Mas quem sou eu para achar alguém indigno de ser tocado??? Não! Ainda mais precisam desse calor quando a moeda passa da minha mão para a deles.
O futuro ninguém o sabe. E um dia posso ser eu a pedir dinheiro a estranhos!
Nunca se deve cuspir para o ar...

Este cometário pode parecer despropositado em relação ao post da BC mas não é. Uma criança jamais tem algum problema de tocar em quem quer que seja. Muitas vezes é a mão do pai ou da mãe que os empurra para trás e sussuram ao ouvido do pequenote: - Esse senhor está sujo...
E digo mais! Sujo é esse comentário e os valores que esses pais transmitem aos seus filhos.
Por isso sim! Temos de nos manter como as crianças. Não vêem sujo, limpo, branco, preto, amarelo,velho ou novo! Vêem com o coração. Vêem simplesmente um ser da mesma espécie!

Saudãções tribais

Beijocas para todos

1/4 de Fada disse...

Olha, eu li "O Principezinho" pela primeira vez com 10 anos e gostei, mas não o entendi na sua verdadeira extensão. Só anos mais tarde, quando o reli, já adulta, é que compreendi bem a maravilha que é.

Maria do Carmo Cruz disse...

Isabel, eu sei ler e quem escreve descreve-se. Despe-se. Portanto, não há não nenhum problema, mas se houvesse, também teria de haver uma solução. Só que muitas vezes nós queremos a nossa solução, à medida, e isso já é mais difícil. Ama e faz o que quiseres. Disse Santo Agostinho. Que antes de ser Santo foi "fresco"... Talvez por isso tivesse aprendido a perdoar com mais facilidade. Beijo da Avó

Teresa disse...

Bem, entao ainda há esperancas de eu vir a ser uma santa, mas neste momento só sou "fresca" !!!

Isabel, estive aqui hoje de manha, e li o seu poema uma vez mais.
O Principezinho é um dos livros que eu mais adoro. No entanto, fiquei uma pontinha desiludida, por nao estar aqui um poema seu ou do seu pai.
Uma admiradora da sua veia poética.
:):):)

Raul Martins disse...

E se forem todos "frescos" como nós!
.
E eu lembrei lá no meu mundo de outra história fantástica. O Zézé do meu pé de laranja lima, que junto a este livro são duas das pérolas mais bonitas que a literatura produziu.
.
Carpe diem! Façam o favor de ser "frescos" nesta linda tribo de afectos.

BC disse...

De facto hoje não estou nada
"fresca".
Está muito calor por aqui, apetece-me ir para a praia.
Obrigada pelas vossas palavrinhas.
Nestes próximos dias em princípio não virei, vou fazer uma pausa,sinto-me cansada, de qualquer forma tenho sempre um computador à mão.
Com quem já falei, já desejei um bom fim de semana, com quem não falei.
Passem uns bons dias de ´paquenas férias.
Beijinhos, abraços e muitos sorrisos cheios de sol!!!!!

Viviana disse...

Olá Isabel,

Gostei muito do seu post.

Eu creio qur o entendi...

Então vai descansar uns dias?

Se acha que necessita... faz muito bem.

È importante tambem estarmos atentos ás nossas necessidades, não só ás dos outros.

Um abraço grande

viviana

Fátima André disse...

Hiiiiiiiiiii... já passaram 3 dias e já começo a sentir falta das histórias do meu Principezinho ;)
Ele demora muito lá no seu planeta?
Tenho saudades da forma brilhante como ele pinta com as palavras...
Um abracinho ;)

Maria do Carmo Cruz disse...

Olá, Princesinha. Vim dizer-te que estou com uma saudade boa de ti. Saudade, porque continuamos a olhar para o Principezinho, mas é boa, porque te estás a mimar a ti própria e aos teus. Que é muito necessário: lilazes para alimentar a alma.
Além de que, muito chãmente, "caridade bem destinada em nossa casa é começada". Olha, só me resta dizer-te uma coisa que aqui nunca ninguém dise: "Carpe diem"...
Sê feliz, sim? Um beijo da Avó Pirueta

Maria do Carmo Cruz disse...

Olá, Princesinha. Vim dizer-te que estou com uma saudade boa de ti. Saudade, porque continuamos a olhar para o Principezinho, mas é boa, porque te estás a mimar a ti própria e aos teus. Que é muito necessário: lilazes para alimentar a alma.
Além de que, muito chãmente, "caridade bem destinada em nossa casa é começada". Olha, só me resta dizer-te uma coisa que aqui nunca ninguém dise: "Carpe diem"...
Sê feliz, sim? Um beijo da Avó Pirueta

BC disse...

Como vêm, estou atenta,não tenho de facto vindo aqui, estou de partida.
Vou comemorar mais uns afectos, hoje no dia dos anos do meu pai.
Obrigada avó pelas palavras, pelas saudades,eu também tenho saudades vossas, mas precisei fazer uma pausa.
Tinha gente a precisar um pouco mais da minha atenção.
E como a avó diz, lilazes para alimentar a alma, eu vou trazer umas fotografias certamemte para vos mostrar de um sítio muito bonito ao pé da casa do meu pai.
Para todos vocês a quem eu não tenho respondido,mas em quem tenho pensado, a quem me enviou mensagens
a perguntar se estava tudo bem.
O meu muito obrigada, eu regressarei o principezinho vai voltar para o planeta dele brevemente e dará lugar a mais poemas.
BEIJIIIINHOS MUITOS PARA TODOS VÓS
MEUS AMIGOS
Avó CARPE DIEM!!!!

E....Saudações tribais!

Raul Martins disse...

É só para contrariar a Avó Pirueta... mais acima um bocadinho está lá um "carpe diem!".
E Isabel, aproveito para enviar um abraço para o seu pai que também, como a Carmo já disse algures, pertence à nossa tribo. Por isso, parabéns tribais para o pai Mariano!
E CARPE DIEM!

BC disse...

Ainda aqui estou Raul,rés vés,era só fechar o computador, mas ainda recebi a mensagem.
Entregarei o recado ao pai Mariano, que ficará muito contente,certamente.
Quero que saibam como disse à ávo que gosto muito de todos vós, embora afastada, vocês estão todos dentro de mim, no meu coração!!!!
E, CARPE DIEM Raul!!!!

RENARD disse...

Este Senhor que, infelizmente, não conheço pessoalmente está de Parabéns não só pela bonita idade a que chegou como pela filha lindíssima que criou e que é hoje um dos membros desta nossa linda tribo!

Parabéns ao Senhor Calado!

Beijinhos a todos

Girafa cor de rosa disse...

Que maravlhosa dedicatória! Adoro o principezinho, e tal como disse 1/4 de fada, só mais tarde percebi a imensidão de conteúdos transmitia! Um beijo.