terça-feira, 24 de junho de 2008

Sem palavras




9 comentários:

Maria do Carmo Cruz disse...

Querida Isabel, cheguei aqui para te escrever uma quadra popular, depois de, logo de manhã, ter lido a tua Casa de Madeira. Mas fiquei com o meu coração pequenino e quando ele fica assim, não há inspiração senão para dar um grande grito. Um grande brado de dor, como Jesus deu e, embora desta vez por culpa de nós todos, mesmo assim, gritar, "Abba, Abba, por que os abandonaste?"
Como é possível, como é possível, Senhor? Que Ele nos inspire. Um beijo para ti e par os teus. Aproveita a tua casa de madeira quanto mais melhor. E não te preocupes com o computador... Eu, pelo menos, lembrar-me-ei de ti na mesma. Um beijo da Avó Pirueta. Cujo pé se anda a armar em fino e não se quer pôr a pé...

BC disse...

Querida avó, tenho pena de não ter ficado com a quadra popular,mas tinha esta fotografia em rascunho há já bastante tempo, mas faltava-me a coragem para a postar,é chocante, mas de vez em quando temos que perceber que a vida não são só coisas boas, e nós temos que gritar ao mundo e mostrá-las.
Mas no meio do mal, rertiramos algo de bom, a atitude desta mulher
algures na Índia.
Completamente surreal, mas o gesto, o gesto é tudo.
Beijinhos
ESTOU COM A VIDA UM BOCADO COMPLICADA,É MUITA COISA PARA GERIR, POR ISSO ANDAR MAIS FUGIDA.
ONTEM ESRTAVA MESMO CANSADA, ACHEI QUE ME ESTAVA A IR ABAIXO COMPLETAMENTE.

1/4 de Fada disse...

É impossível não ficar assim quieta, a olhar e a pensar... Obrigada pelo momento.

Viviana disse...

Olá Isabel,

Mas que imagem!...

Quantas lições nós temos para aprender com mulheres como esta!?

Sim, nós aqui na Europa...

A Europa "rica," a Europa "culta", a Europa "cristâ"...

a Europa "civilizada"...

Eu já conhecia a imagem, que me chegou via interenet, já várias vezes...

Mas nunca, nunca, a vejo sem me emocionar e sem lágrimas...

Estou como a sua avó Pirueta:
O meu coração fica pequenininho!

Obrigada pela sua sensibilidade e a sua coragem para a publicar.

Fez muito bem!

Para que conste!

Tenha um bom entardecer minha amiga.
Reparei que anda cansada... por favor cuide de si.
Há muita gente a precisar de si.

Olhe uma coisa,se não tiver tempo de ir ao meu blogue, não vá!
de modo algum se sinta constrangida.

Para mim... é como se lá fosse.
Um grande abraço

Viviana

BC disse...

Obrigada Viviana,claro qus apareço
sempre que possível.
O meu sogro foi ontem operado,tudo correu bem graças a Deus, mas é uma pessoa um pouco complicada,tem que estar sempre tudo como ele quer.
Depois a minha sogra que já não se mexe para nada, ANDA MAL,É UMA PREOCUPAÇÃO ACRESCIDA.
A VIDA CÁ DE CASA QUE JÁ DE SI É COMPLICADA.

DEPOIS ULTIMAMENTE(ESTA ÚLTIMA
SEMANA ESPECIALMENTE FUI-ME UM BOCADO ABAIXO, JUNTARAM-SE UMA SÉRIE DE COISAS, NÃO ANDAVA BEM, PROVAVELMENTE QUALQUER COISA DE TENSÃO.
MAS ISTO VAI PASSAR.
QUERO LANÇAR ÃNCORA A MUITA COISA
AO MESMO TEMPO E AGORA QUEM PRECISA DELA SOU EU (também acontece)as coisas por vezes viram.
Beijinhos e obrigada pelas palavras.

BC disse...

1/4 DE FADA.Obrigada também pela partilha, vou escrevendo aqui porque se não tiver tempo de ir aos vossos blogues pelo menos deixo umas palavrinhas, no meu.
Beijinhos para ti

f@ disse...

Que bonita esta imagem... pena a bondade do coração e a generosidade não serem contagiantes, não nascerem já dento do coração de cada ser humano... se fosse possivel inventar um homem novo... quem seria o inventor!!!???
beijinhos das nuvens

RENARD disse...

Querida BC:

As melhoras para os teus sogros.
Agora, para ti, sei que és capaz de ultrapassar isto e muito mais, por isso, força amiga. Não te deixes ir abiaxo e lembra-te que não existe "mal que sempre dure."
Alguma coisa, sabes que podes contar comigo. :)

Beijinho e sorriso

gaivota disse...

quando recebi um mail com esta foto
pensei postá-la, depois...
como vai o mundo!
beijinhos