segunda-feira, 2 de junho de 2008

Uma gota

GOTA DE ÁGUA



LÁGRIMA


Uma lágrima caiu,

qual gota de água,

que enche o oceano.

Uma gota de orvalho,

da planta escorregou,

gota salgada,

dos meus olhos escorreu,

e eu quis ser água,

e eu quis ser gota,

e eu quis ser lágrima

e dissolver-me no oceano.

e ser espuma,

e ser mar...!
isabel cabral

6 comentários:

Viviana disse...

Olá Isabel,

Como é bom chegar aqui e encontrar tanta beleza!

Até comove, sabe!?

As imagens ..

Bom, nem encontro palavras para as definir.
Elas geram em mim sentimentos e sensações tão poderosos...

As palavras... bom, as palavras ...cada uma está repleta de ternura, de riqueza!

Obrigada minha amiga.

Cada dia nos presenteia com coisas mais lindas!

Tenha um bom fim de tarde
uma abraço
beijo

Maria do Carmo Cruz disse...

A tua lágrima, Isabel, fez-me andar a trautear todo o dia "Lágrima de Preta", de António Gedeão. Se não houvesse já música, creio que teria inventado hoje uma... A ligação palavras-imagem é de uma profundidade que nos toca bem até ao fundo. Mas quando ela se dissolve no mar resta-nos a esperança do eterno retorno. Obrigada por saberes as palavras certas. Um beijo, Avó Pirueta

Fátima André disse...

"Menina de sal queria ser
para mansamente deslizar
em teu regaço
recolhida enovelar
para mares nunca dantes navegados
mergulhar nas profundezas do universo
onde só tu habitas
serenidade, serenidade!"

FA,in retalhos...imperfeitos

Multiolhares disse...

Quantas lágrimas são jorradas nesse mar salgado
De emoções
bj

BC disse...

Hoje tive visitas surpresa para jantar, peço desculpas só agora pude vir aqui.
Agradeço as vossas generosas palavras.
Os meus sorrisos
Uma boa noite para vós!!!

RENARD disse...

A melhor purga que temos em nosso poder é o choro...
Eu choro amiúde. Sempre sozinha. Mas é uma óptima terapia para nos sentirmos humanos novamente.

Um grande beijo BC
Um sorriso daqueles do canto direito da boca erguido..