domingo, 18 de maio de 2008

Cancro da mama

Hoje vai realizar-se em Lisboa, no Parque das Nações uma corrida de solidariedade, pela luta contra o cancro da mama.

Embora nos custe falar destas coisas, devemos falar, não acontecem só aos outros, porque os outros somos nós.

Devemos divulgar, devemos partilhar com aqueles que lutam por um lugar ao sol.


Vamos dar mais atenção às coisas pequenas da vida!
Vamos dar mais atenção aos pequenos gestos!
Vamos dar mais atenção aos momentos importantes!
VAMOS VIVER AS COISAS QUE VALEM A PENA SER VIVIDAS.....



12 comentários:

Fátima André disse...

É na simplicidade dos pequenos gesto que está a grandeza da alma das gentes.
"Por dentro das palavras... o essencial"
O meu sorriso de fim-de-semana :)

BC disse...

Bom dia Fátima!
Isto hoje está complicado, só há pouco consegui chegar ao computador.Deitaram-se todos tarde.
Uns a trabalhar, outra saíu com os amigos e depois todos dormem de
manhã, apesar de dois deles irem já a caminho do Porto neste momento.
A minha cabeça vai rebentar seguramente.
Ainda fiz a postagem de hoje às escuras (incrível).
Bom domingo e muitos sorrisos.
A MULHER É SEMPRE MULHER, ESPECIALMENTE HOJE, PORQUE ESTAS COISA FAZEM-ME SOFRER MUITO.
A Fátima já percebeu...!

BC disse...

Peço desculpa de responder aqui, mas como hoje, não sei porquê, várias pessoas comentaram postagens
mais antigas.
A quem já respondi,o meu obrigada,
novamente, a quem não pude fica aqui o agradecimento, pode ser que vejam.

Teresa, se quiser alguma coisa em relação ao que lhe escrevi no poema,não se acanhe.
Prefere a poesia?
Ou outro tipo de escrita?
Vou ver se consigo alguma coisa, mas como está longe só por intermédio de alguém.
Mais uma vez, obrigada e fique bem
De Cascais para, penso que está na Alemanha.
:)s

Storinha disse...

É verdade, mais uma acção de solidariedade contra esse inimigo cobarde e invisível que é o cancro. Infelizmente, por razões familiares sinto-me sempre muito magoada quando ouço falar em cancro, mas não há dúvida que cada vez mais tem que haver acções de sensibilização para que as pessoas façam rastreios regularmente...
Bem hajas por teres mencionado isto...
Beijinho

1/4 de Fada disse...

Como a todos nós, o cancro deixa-me um amargo de boca. A minha avó materna morreu com cancro aos 93 anos, depois de 3 anos de luta e o meu ex-marido teve cancro aos 38 anos e venceu-o, mas teve duas recaídas e a doença vai acompanhá-lo para o resto da vida. Aprendi que devemos viver os momentos que nos são oferecidos e não perder tempo com coisas pequenas.
Beijos.

BC disse...

Todos nós lamentamos, é uma doença horrível, e a todos nós é difícil falar dela mas não podemos ficar insensíveis, porque amanhã poderemos ser nós.É preciso sensibilizar as pessoas porque neste tipo de cancro as possibilidade de cura são já uma percentagem muito grande e ainda existe muita ignorãncia em relação
à doença.
Obrigada pela partilha, não é fácil
Beijinhos para ti e sorrisos coloridos.

BC disse...

Eu sei storinha. o teu caso é recente, por isso ainda dói mais,
mas é preciso força, acho que metade da cura está no "ACREDITAR"E EU ACREDITO contigo.
Não quero dizer mais nada, só que
o sol vai brilhar para ti,e para quem precisa!
Para ti o meu arco-íris
Beijo

Fátima André disse...

Só agora tive coragem e consegui ver um bocadinho do vídeo, não todo. Fico sempre muito impressionada e atrofiada.
Depois de um dia tão cinzendo, não foi nada a melhor forma de o encerrar. Vou ver do meu arco-íris :)

Carmo Cruz disse...

Querida bc, estava a ver que nunca mais arranjava tempo para te dizer que também tu estás na minha Caixinha de Afectos e que te leio sempre com um cuidado especial como especial é a sensibilidade com que transmites as tuas mensagens.
Hoje, agradeço-te, em nome de todas as Mulheres, teres lembrado o que tem que ser lembrado. É duro, é difícil, é tremendo mas nada se resolve escondendo a cabeça na areia.
E concordo contigo que um dos melhores presentes que se pode dar é um sorriso arco-íris. Na ponta do arco-iíris não está um pote de outo, não, está algo de mais valioso: um pouco da magia de quando éramos crianças e que nunca devemos perder, especialmente nós, os Professores. Para todas as Mulheres que comentaram antes de mim e para todas as que nem sabem que existo, um forte pensamento positivo e esperançoso de que, apesar de tudo, consigamos ajudar a criar um mundo melhor. Para eles. Os nossos Filhos e Netos. Um abraço da Carmo

BC disse...

Fátima,eu sei que não é fácil, a mim também me custa,mas a verdade é que esta é a realidade nua e crua,não podemos fugir, há que encarar mesmo que seja difícil e depois lutar contra estas doenças por vezes silenciosas.
Vá ver o arco-íris,para descontrair
também é preciso e também faz parte
da nossa vida.
Beijinhos sorridentes....

BC disse...

Não gosto de estar sempre a agradecer, porque realmente não faço nada para me agradecerem, faço
porque de facto me dá prazer, gosto de pessoas que me dizem alguma coisa...
Gosto de palavras...
Gosto de gestos...
Gosto de afectos...
Gosto da magia do arco-íris...
Gosto de sorrisos....
E gosto especialmente de levar as minhas palavras a alguém...
Fico contente por me dizer que também eu estou na "Sua Caixinha de Afectos".
E,eu também tenho um cantinho muito especial na "Minha Cidade dos Afectos", para todos aqueles
que têm sido tão importantes para mim durante estes meses quando a minha estrada de aguarelas me trouxe até aqui para conhecer algumas pessoas de quem eu nunca mais me quero separar, aconteça o que acontecer, já marcaram a minha vida de alguma forma.
E sou uma louca quando começo a escrever nunca mais acabo.
Para si os meus afectos e muitos beijinhos aos seus meninos lindos!
Obrigada
Isabel

Viviana disse...

Olá Isabel,

Estive aqui á tarde e escrevi um comentário. Entretanto quando o ia enviar apareceu o meu neto Gil e eu, por graça disse-lhe para ser ele a enviá-lo, mas não sei o que aconteceu que se perdeu...
julguei que ele tinha seguido... mas não o vejo por aqui.

Só pude voltar agora.

Quanto á corrida contra o cancro da mama, eu tinha conhecimento.
Acho bem que se leve a efeito tudo que possa ser útil, pois tudo, é sempre pouco.

Desejo-lhe uma noite tranquila e que os seus filhos tenham chegado bem, do Porto.

Um grande abraço
viviana

Quanto á noite estar escura, não há problema, pois eu já sei o lugar da Estrela Isabel no céu. È só olhar para láe cumprimentá-la.